RioContentMarket

De 12 q 14 de março aconteceu no Rio de Janeiro o RioContentMarket que trouxe para o Brasil roteiristas internacionais, investidores e uma ampla discussão sobre tendências para o setor. Realizado pela Associação Brasileira de Produtoras Independentes de TV (ABPITV), organizado e promovido pela Fagga | GL events Exhibitions, com a curadoria da Esmeralda Produções, nas edições anteriores o evento atraiu cerca de 6.000 executivos de mídias digitais e profissionais da indústria audiovisual de mais de 30 países.

Desta vez Hidário Matos esteve presente representando a Mungango Produções. Conferindo discussões sobre games, efeitos visuais, biografias, criação de séries, entre outros. Dentre as principais discussões, destacamos a conversa entre Globo, Futura e Globo filmes.

“Executivos de canais de televisão falaram no RioContentMarket na manhã desta sexta-feira, 14, sobre a busca da pluralidade nas relações com produtores independentes. Guilherme Bokel, diretor executivo de entretenimento multiplataforma da TV Globo, explicou sobre a área de projetos multiplataforma da emissora, que vem sendo desenvolvida há cinco meses e é totalmente focada no desenvolvimento de gêneros, formatos e linguagens, para o GShow e plataformas dos canais da Globosat, especialmente para Multishow e GNT no primeiro momento.

 Todos os conteúdos dessa área serão desenvolvidos exclusivamente em parceria com a produção independente, seja com a produtora proponente do projeto, quando ele vier de fora, ou com uma produtora escolhida pela TV Globo, quando o projeto surgir internamente.  “É uma forma de fomentar a indústria e, além disso, dentro da Globo, o mindset é diferente do que pensamos fazer para esse mercado”, diz. Inicialmente, os projetos serão financiados com recursos próprios do canal. Já há um primeiro projeto em desenvolvimento para o GNT, de autor e produtora gaúchos.
O diretor executivo da Globo Filmes, Edson Pimentel,  também afirmou que a pluralidade de produtoras é bastante interessante para o cinema e que a ideia dentro da Globo Filmes é enxergar o cinema brasileiro com a capacidade de estar presente em multiplataformas. Pimentel explicou que o braço destinado ao cinema da empresa tem se inspirado na TV para introduzir o merchandising nos filmes”. Fonte: http://riocontentmarket.com.br

Deixe um comentário

, Facebook ou Twitter